terça-feira, 23 de junho de 2020

Marcinho "Goleiro" conta sua história

Nome: Márcio José da Silva
Apelido: Marcinho Goleiro
Idade: 39 anos
Esporte: Futebol

            Como começou a praticar em um torneio escolar aos 9 anos. Logo, a convite do treinador Betoca, passou a treinar no Maringá Futebol Clube, em Boa Esperança/MG. Depois, foi para equipe do JENE (Juventude Esportiva Nova Era), na mesma cidade, onde jogou por cinco anos com os treinadores Chico, José Osvaldo, Cícero e o presidente do clube na época Zezinho da Radio (in memoria).

            Sou grato a todos eles. Atualmente, jogo campeonatos nas regiões sul, sudeste e centro-oeste mineiro. Treino com regularidade, pelo menos 4 vezes por semana.”

            Sua primeira competição foi em um torneio escolar municipal na cidade de Boa Esperança, onde representava a Escola Estadual Casimiro Silva. Já o primeiro título, veio aos treze anos, com a equipe do JENE. Foi campeão Sul Mineiro contra a cidade de Machado, em 1993/1994. Há 17 anos, teve a oportunidade de se tornar treinador das categorias de base, treino específico para goleiros, na cidade de Coqueiral/MG, onde morou por vinte anos.
 
Publicidade
            No começo o esporte foi minha inclusão social. Hoje, significa uma oportunidade de passar tudo que aprendi nestes 30 anos no futebol aos mais jovens, e ajudar as equipes que participo”.

Marcinho continua seus treinos com exercícios em casa mantendo o isolamento social. “Mas em geral não vejo dificuldade em treinar, gosto muito. Sem treino fica difícil apresentar bom desempenho nas partidas”.

Seu maior orgulho é ter conquistado grandes e sinceras amizades por onde passei. “Minha maior alegria foi ter jogado com meu filho e com meus irmãos. Maior decepção é saber que no meio do futebol exista muita falsidade.”

            Marcinho afirma que seu pai, que também é goleiro, é o seu maior ídolo.  Ele me inspira por sua paixão pelo futebol e por deixar sua marca e nome no futebol da região. Para ser como ele, treino para jogar sempre bem. E mantenho a humildade e liderança nos jogos.” Suas perspectivas para futuro agora incluem poder jogar bem por mais alguns anos e ser campeão junto com seu filho.

            Gostaria de fazer agradecimento a Deus e a todos que me incentivaram,  confiaram no meu futebol e no meu trabalho como treinador. Me ajudam muito com oportunidades e críticas construtivas”.

Para aqueles que são menos experientes, Marcinho deixa o recado: “se você tem um sonho, invista nele. Acredite em você! Apesar das dificuldades, siga em frente com disciplina, fé e humildade. Diferenciando os que estão contra e os que estão a favor do seu objetivo.”

Texto: Maria Júlia Veloso 

LINK

Nenhum comentário:

Postar um comentário