terça-feira, 12 de novembro de 2019

Roninho, uma lenda dentro e fora das quadras


               Ronald Mateus da Silva, ou apenas Roninho, com certeza o morador de Varginha e região já ouviu ou já viu algo sobre esse nome. Roninho é jogador de futsal profissional e hoje atua pelo Kherson F.C da Ucrânia, time bicampeão nacional e que disputa a Champions League da modalidade.
            O Jornal PODIUM em conversa descontraída com Roninho, teve a possibilidade de descobrir um pouco mais sobre a carreira e a vida do jogador não apenas nas quadras. Na entrevista, Roninho contou como foi o início da carreira, as principais dificuldades, o sucesso, Varginha e os dias atuais, confira:

          Como foi o início da sua trajetória no futsal? Qual a principal dificuldade você enfrentou até atingir o sucesso que tem hoje?
R: Comecei minha carreira na escolinha do professor Evadson Rosa no VTC, a minha base inteira foi bem-sucedida graças ao professor que é um dos melhores treinadores de futsal de Varginha e região. Minha primeira oportunidade para jogar profissionalmente foi graças a ele e ao Atílio Dias, de Campanha, que também tem um grande nome no futsal. Os dois conseguiram que eu fosse até o Rio de Janeiro fazer um teste no Vasco da Gama que é meu time de coração, fiquei super feliz com a notícia e me dediquei ao máximo para não deixar essa chance escapar, sempre achei que seria uma coisa bem simples; coloquei em mente que a única coisa que eu deveria fazer é mostrar o meu futebol e não deixar ser intimidado.  
LINK
            O começo foi muito difícil porque eu era jovem, primeira vez que havia saído de casa para tentar a carreira, ainda mais jogar em um clube tão grande como o Vasco. Morávamos todos os jogadores juntos em um alojamento, o salário não era dos melhores, a saudade de casa era grande, no entanto isso não foi o pior.
            Depois do Vasco, tive uma oportunidade de jogar na Europa, o país da minha esposa Georgia, sou também agradecido ao meu amigo Claudio Ribeiro, mais conhecido como Claudinho, que também é natural de Varginha e hoje mora em São Paulo e já foi jogador de futsal em grandes clubes, como o Barcelona.
            Lembro muito bem do primeiro dia que cheguei.  Eu olhei tudo em volta; a comida, a cultura diferente, o idioma (brincou, Roninho), eu não entendia nada, logo pensei em voltar pra casa e desistir de tudo, mas o meu sonho falou mais alto e continuei a luta. Tive um pouco de sorte também porque no clube tinha brasileiros que me ajudaram, mas minha salvação foi Deus por me apresentar minha esposa Keti logo no primeiro mês e graças a Deus hoje estamos há 12 anos juntos e na minha história de sucesso, ela tem a maior parte.

          Você atualmente joga na Ucrânia e é atleta da seleção da Geórgia, você se sente acolhido pelos dois povos?
R: Minha ida para Ucrânia foi por ter jogado muitos torneios internacionais no país quando eu ainda era jogador do Iberia Star (time georgiano), por sempre jogar esse campeonato e nosso time ter feito jogos bons, eu fui visto por um treinador Ucraniano e ele me fez uma proposta para jogar no seu clube, o Uragan FC (time ucraniano), onde tive uma passagem muito boa e feliz.
            Sim, eu me sinto muito acolhido pelos dois países, com alguma diferença eu sou mais acolhido na Geórgia por jogar na seleção nacional e por ter jogado lá durante quatro anos, além ter chegado junto com meu ex-clube (Iberia Star) entre os 4 melhores da Europa.
            Hoje estou jogando na Ucrânia novamente, em um clube diferente onde estamos tendo bastante sucesso, já estou no terceira temporada nesse clube sou Bicampeão Nacional e estamos agora jogando a Champions League pelo terceiro ano consecutivo.

          Porque não quis tentar uma vaga na Seleção Brasileira?
R: Não é que eu não quis tentar uma vaga, eu não tive uma oportunidade para jogar, assim como muitos amigos meus que também são excelentes jogadores e não tiveram essa chance e decidiram defender outras nacionalidades, justamente pelo fato de que a Seleção Brasileira está bem representada pelos jogadores que têm.

          Qual sua visão sobre ser um ícone em Varginha e região, onde todos te respeitam e te admiram, principalmente nos bairros em que foi criado. Qual sua relação com tudo isso?
R: Primeiramente eu sou um abençoado por Deus, me sinto muito feliz por ter saído de uma cidade pequena do interior e ter chegado onde cheguei. É um sentimento muito prazeroso ser reconhecido por todos meus amigos que sempre estão torcendo pelo meu sucesso. Eu sou agradecido por ter amigos como eles, sempre quando chego de férias fazemos um jogo beneficente com um grande parceiro meu, o Thiaguinho outro grande jogador e que também teve muito sucesso na sua carreira e hoje juntos, fazemos esse jogo com nossos amigos com o intuito de ajudar famílias carentes da comunidade e também poder reunir todos para jogar um bom futebol e depois bater aquela resenha.

            Roninho coleciona carisma e amigos por onde passa, com seu jeito humilde e talento nos pés, hoje é considerado um dos grandes nomes da história do esporte varginhense.
            O Jornal Podium agradece a disponibilidade para a entrevista e deseja todo sucesso do mundo ao atleta, que continue sempre brilhando e levando o nome da cidade para o mundo!

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM
  

Judô da Semel conquista 19 medalhas em torneio estadual

             Os atletas de Judô da Semel / Varginha participaram no sábado, dia 9, na cidade de Vespasiano-MG,  do Torneio de Judô da Bandeira Nacional, que encerra os eventos e competições da Federação Mineira de Judô.
            Varginha participou com 20 atletas e conseguiu 19 medalhas, sendo 11 de ouro, 6 de prata e 2 de bronze, além de ter conquistar o terceiro lugar no geral. Apenas um 1 atleta não conquistou medalha.
            De acordo com os técnicos da equipe, Lucas Correa Reis e Rodrigo Marcondes de Lima, isso prova que o judô varginhense está entre os melhores do estado e que os treinamentos têm sido acirrados e constantes; trabalho sério e com muita dedicação e força de vontade.
            Lucas ressaltou que os atletas Pedro Lasmar e Bruna Sarto participarão dos Jogos Escolares da Juventude, em Blumenau, Santa Catarina, no próximo dia 25 de novembro.


LINK

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Sion 0 x 2 Frangobel


Figueirinha 1 x 1 Fúria


Alunos do projeto social de Varginha conquistam Campeonato Brasileiro de Muay Thai


             Foi realizado ontem (10), O Campeonato Brasileiro de Muay Thai Tradicional da CMTB, na cidade de Monsenhor Paulo.
            Varginha estava representada pela equipe “Mamuth Fight Team”, um projeto social que é coordenado por Rodrigo “Mamuth”.
            - O domingo foi de muita alegria para todos, pois o projeto é muito recente com apenas três meses de criação e os resultados já foram espetaculares, com atletas da categoria sub-11 sagrando-se campeões -, comemorou Mamuth.
            Os atletas campeões foram Gabriel Martins de Oliveira e Guilherme Henrique Martins de Oliveira do projeto “Mamutinho Kids”, filhos do ex-lutador Jair José de Oliveira.
            Mamuth terminou dizendo que a satisfação é enorme em ver todo esforço dando resultado.

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM

LINK

Varginha é Top 4 no Campeonato Mineiro sub-15 de voleibol


            Era um sonho, sonho esse que foi ficando cada vez mais próximo de se realizar e se não foi como todos queriam, pelo menos foi muito digno de aplausos. Assim podemos definir a campanha da equipe CRES/Varginha no Campeonato Mineiro Masculino Sub-15 de Voleibol.
            Dentre oito equipes, o time varginhense terminou em um espetacular 4º lugar na classificação geral, garantindo passagem para as semifinais do torneio.
            Com cinco vitórias e três derrotas, a equipe comandada pelo técnico Wesley Gonçalves surpreendeu grandes instituições como SESI/Juiz de Fora e Uberlândia/Gabarito.
            O duelo pela medalha de bronze era pesado, contra o 2º colocado da fase classificatória, o time de Juatuba foi o adversário dos varginhenses, que não resistiram e perderam por 3 sets a 1.
            Classificação final:
1º Lugar – Minas Náutico Tênis Clube
2º Lugar – Cruzeiro E.C.
3º Lugar – Prefeitura Municipal de Juatuba
4º Lugar - CRES/Varginha

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM

LINK

Dudu Ottoni intercede por revitalização da quadra no bairro Três Bicas


                O vereador Dudu Ottoni apresentou Indicação solicitando reforma na quadra poliesportiva do bairro Três Bicas.
            Para Dudu, o espaço aonde se localiza a quadra encontra-se todo deteriorado. “Uma reforma em várias partes da área seria o ideal, tratando-se de nova iluminação, pintura, serviço de limpeza e capina, além de reforma nos alambrados e colocação de vidros nos vestiários”, enfatizou.
            A quadra fica localizada no interior do conselho comunitário do bairro, que é administrado pela própria comunidade e possui espaços como cozinha, banheiros e um pequeno salão, onde são celebradas missas às quintas-feiras.
            Segundo o vereador, manutenção periódica desses espaços públicos demonstra o zelo da Administração Pública pela cidade e por seu povo, já que a prática esportiva é de fundamental importância para o desenvolvimento saudável da população.

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM
 
LINK

Varginha é vice-campeã de futebol sub 17 da Lidarp


              A grande final da LIDARP - Liga Desportiva do Alto Rio Pardo de Futebol de Campo, categoria Sub-17, foi disputada no sábado, dia 09, entre as equipes da SEMEL/ VARGINHA X MACHADO, em Machado - MG.
            A partida foi de muita pegada por parte das duas equipes que queriam buscar o resultado positivo a todo custo, porém, a Semel desde o início impôs um ritmo forte de jogo, indo para cima do adversário mesmo jogando fora de casa, tomando as iniciativas da partida, sendo melhor o tempo todo, não se intimidando, criando as melhores oportunidades e tendo a melhor posse de bola.
            Mas, foi a equipe da casa, Machado, que saiu na frente do marcador com um forte chute de fora da área, fazendo 1 x 0. Os meninos da Semel não aceitaram o resultado e foram em busca do empate que aconteceu após uma cobrança perfeita de falta do lateral esquerdo Luiz Fernando (Nandinho) igualando o marcador. 
            Depois do gol, os jovens atletas da Semel desperdiçaram inúmeras chances, deixando que o jogo terminasse empatado em 1 x 1, o que o fez levar a decisão para a cobrança de penalidades. 
LINK
            Como a filosofia do futebol sempre prega de que pênalti é loteria, não foi dessa vez que Varginha ganhou. Machado saiu vitorioso pelo placar de 7 X 6, invicto na competição e sagrando-se campeão da Lidarp Sub-17, deixando Varginha com o vice-campeonato.
            Conforme avaliação feita pelos treinadores da Semel/Varginha, Professores Wendel de Oliveira e José Lourenço, o time de Varginha jogou muito mas não conseguiu o título que foi definido nos detalhes (penalidades), por isso queremos parabenizar a todos pelo empenho e dedicação e garra que entraram em campo e honraram a camisa da Semel/ Varginha. Parabéns pelo vice-campeonato e pela importância que ele representa para nossa coleção de títulos. É importante lembrar que Varginha foi campeã das Categorias Sub-13 em cima de Machado e Sub-15 em cima de Campestre”, destacaram os técnicos.
            Varginha jogou com 1- Ligu, 2- Tavinho (depois Bibica), 3 - Faísca (depois Renan), 4 – Quirino, 5 – Pepe, 6 – Nandinho, 7 – Luiz, 8 - Lorranderson (depois Fernando), 9 - João Orlando (depois Joth), 10 - Otávio e 11 - Ítalo (depois Pedro Dias).
            No banco Júlio César e Amaral (goleiros), João Pedro lateral e o atacante Higor.
            Nas cobranças de penalidades marcaram para a Semel: Nandinho, Luiz, Pepe e Pedro Dias.
            A Semel/Varginha ainda fez dois artilheiros na competição: João Orlando e Otávio Coimbra, ambos com 5 gols marcados. Agora, os meninos voltam aos treinos e ficam esperando a próxima competição.

O início do mata-mata no Bairrão Menotti 2019


            Foram conhecidos os primeiros classificados para as quartas-de-final do “Bairrão Menotti” 2019. As partidas foram realizadas neste domingo (10) nos campos do 7 de Setembro e  Semel.
            Na Semel, o até então invicto e melhor time da competição, Figueirinha, empatou com o Fúria por 1 x 1; como fez a melhor campanha da primeira fase, a equipe do treinador Denilson saiu classificada, já o Fúria ficou pelo caminho mais uma vez.
            No jogo seguinte, o Sion sonhava com seu avanço na competição, no entanto o sonho foi interrompido pelo bom time do Frangobel que saiu vencedor pelo placar de 2 x 0.
            No 7, dois jogos eletrizantes marcaram a manhã de domingo. As 9h00, Inter e Aliança travaram um jogo de muito equilíbrio, prevalecendo a igualdade de 2 x 2, classificando assim a equipe do Inter que tinha a vantagem do empate.
            E fechando com chave de ouro, foi realizado “O JOGO” do domingo: BRV x Canãa fizeram um duelo digno de aplausos. Partida de oito gols, com viradas e muita emoção foi essa a sina do jogo. O Canãa tinha a vantagem do empate e ficou na frente por três vezes durante o jogo. Entretanto um jovem atleta estava em dia inspirado: André Ricardo brilhou com dois gols e só não fez um hat-trick porque teve sua cobrança de pênalti invalidada pela arbitragem, resultando na volta da infração e dessa vez o meia bateu e perdeu. Porém isso não abalou o jogador, que com uma atuação brilhante ao lado dos jovens atletas do BRV, buscaram um espetacular 5 x 3. Destaque do jogo, André disse que um dos seus gols foi sem dúvida um dos mais bonitos e importantes da sua carreira.
            No próximo domingo serão conhecidos os outros quatro classificados, que se juntarão a Figueirinha, Frangobel, BRV e Inter.

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM


sábado, 9 de novembro de 2019

Barcelona 2 x 2 Fênix


Real Madrid 0 x 7 BRV

LINK

Jogos dias 09 e 10 de novembro


Sábado, dia 09 - SUB 17

Estádio Sete de Setembro
14 horas – Real Madrid  x  B.R.V
15h30  – Barcelona  x  Fênix


Domingo - dia 10

Campo da Semel
9 horas - Figueirinha x Fúria
11 horas – Sport Clube Sion x Frangobel

Estádio Sete de Setembro
9 horas - Inter x Aliança
11 horas – Canaã x Botafogo


sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Varginha disputa o título do futebol sub 17 da Lidarp


             A Lidarp – Liga Desportiva do Auto Rio Pardo, marcou para sábado, dia 9, em Machado, a grande final de futebol de campo da categoria sub-17, que será entre as equipes de SEMEL VARGINHA X MACHADO, que ganhou o direito de disputar a final em casa por fazer a melhor campanha na fase classificatória. Certamente este será o jogo mais esperado do ano, tendo em vista o confronto entre as duas equipes, onde Varginha já sagrou-se campeã nas categorias sub-13, vencendo de forma invicta a equipe de Machado e na sub-15 vencendo a equipe de Piumhi e agora vai em busca do tão esperado título da sub-17 neste jogo contra os donos da casa.
            Conforme relato dos treinadores da equipe da Semel, professores Wendel de Oliveira e José Lourenço, será uma partida com muito grau de dificuldades em todos os sentidos (tática e técnica), por esse motivo, a semana foi de preparação e de muitos acertos e conversas, tentando achar a equipe ideal para entrar em campo e buscar o troféu. “Precisamos desse título, uma vez que na fase de grupos perdemos para Machado em casa por 1 x 0, temos que reverter esse resultado. Pela vontade e dedicação dos meninos atletas, a palavra de ordem é: ESTAMOS MUITO FOCADOS NESSA DECISÃO”.
            Na disputa do terceiro lugar, jogam Campestre X Ibitiúra de Minas.

LINK

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Basquete de Varginha se destaca pelo mundo


        Atletas, equipes e treinadores de Varginha se destacam pelo Brasil e pelo mundo em várias modalidades esportivas.
            Com o basquete masculino não é diferente! Estamos falando de Nathanael Henrique, Léo Branquinho e Cristiano Felício, que têm em comum passagem pela escolinha e equipe de competição de outro ícone do basquetebol varginhense, Ângela Venâncio, treinadora e ex-jogadora.
            Léo Branquinho acabou de conquistar no mês de outubro no “Qatar”, o vice-campeonato mundial de Basquete 3 por 3 (3X3) e um sétimo lugar na “China”, garantindo assim a vaga para o Brasil disputar os jogos pré-olímpicos que vai acontecer em “Tóquio” no ano que vem. As competições aconteceram de 02 a 16 de outubro deste ano.
            O basquete 3 x 3 é uma modalidade nova que vai estrear nas olimpíadas. Ele é uma simplificação do basquete de quadra, porém a intensidade do jogo e algumas regras são um pouco diferentes. É um jogo dinâmico, mais rápido, com duração de 10 minutos, ou até alguém fazer 21 pontos. Em alguns campeonatos no Brasil a partida chega a durar um dia e tendo que jogar de cinco a seis partidas para saber quem é o campeão. O basquete 3 X 3 tem crescido muito no Brasil, principalmente em São Paulo.
            “Para chegar a essas conquistas, fizemos uma campanha de seis jogos, com cinco vitórias e uma derrota, perdemos na final para a Rússia que é quatro vezes campeã mundial. Estou muito contente em participar dessa conquista da primeira medalha com expressão para o Brasil no basquete 3 X 3; valeu o sacrifício de ficar 15 dias fora do país viajando e treinando forte para alcançar o pódio, mas que no final veio a recompensa”, disse o atleta.
            Segundo Leonardo Branquinho, tudo começou na Semel – Varginha, fazendo parte das escolinhas, jogando no VTC. “Depois segui carreira, joguei no maior nível de basquete do Brasil, na NBB, esse ano tive a oportunidade de migrar para o basquete 3 X 3”. 
LINK
            “Só tenho de agradecer a Deus e a todos que torceram por mim e também de fazer parte dessa história vitoriosa, agradeço a Semel pela oportunidade e carinho que tiveram comigo e quero parabenizar a Prefeitura de Varginha por estar divulgando os atletas da cidade espalhados pelo mundo todo, cada um na sua modalidade. Isso dá mais força para que as crianças possam seguir carreira nos esportes”, completou o atleta.
            Nathanael é outro caso de sucesso, hoje no Londrina e com 24 anos, o atleta nascido e criado em Varginha disputa a Liga Ouro, uma divisão de acesso para o NBB (Principal liga de basquete do Brasil) a equipe terminou em 3º lugar no torneio, além disso o Londrina foi Campeão Universitário Brasileiro, título esse que deu uma vaga para o Pan-Americano Universitário que será disputado no México, para encerrar as competições a equipe de Nathanael irá participar do Final Four um torneio com as quatros melhores equipes do estado do Paraná. Outro fator abordado foi a questão do apoio para o esporte no estado de Minas Gerais, o jogador disse que ainda falta esse tipo de ajuda e recursos para o basquete na cidade (Varginha) e em todo o estado, ele foi enfático em dizer que o basquete no estado do Paraná é totalmente diferente; Nathanael fez questão de frisar o apoio que estado, prefeituras e unidades privadas dão para as equipes aumentando assim o nível de cada torneio.
            Neste mês, a equipe varginhense sub-16 disputará a fase final da Copa Difusão em Poços de Caldas, tendo como destaques os jovens Flávio Júnior e Thiago Matiolli.

Alisson Marques, estudante de jornalismo no UNIS.
Estagiário no Jornal PODIUM