sexta-feira, 21 de junho de 2019

Atualização dos Destaques do Amadorzão 2019



Chapecoense: a tragédia escancara a omissão da cartolagem


Por: JOSÉ CRUZ
            Quase três anos depois do acidente com o avião da LaMia, que transportava a delegação da Chapecoense e jornalistas para a final da Copa Sul-Americana de 2016, contra o Atlético Nacional, na Colômbia, as famílias dos 67 brasileiros mortos continuam sendo humilhadas por autoridades internacionais e poderosos grupos estrangeiros, numa luta desigual pelos seus direitos.
            Entre lágrimas e tristeza, momentos dramáticos daquela tragédia, foram rememorados numa audiência pública da Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal, na última terça-feira. Foi quando os parlamentares souberam que os familiares das vítimas ainda não conseguiram receber o seguro contratado pela empresa aérea, Bisa, Seguros y Reaseguros. Três anos!
            Fabienne Belle e Mara Regina D´Emilio Paiva, presidente e vice-presidente da Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo da Chapecoense (AFAV-C), foram didáticas ao explicar as manobras das empresas envolvidas e dos governos da Bolívia e da Colômbia, para que o seguro contratado não seja honrado.
            Com advogados especialistas, elas estiveram na Bolívia e Colômbia tentando conversar com as autoridades afins. Mas foram “mal recebidas” e “mal tratadas”. O caso torna-se mais grave porque, como já se divulgou, a apólice de seguro não cobria voos da empresa Lamia para a Colômbia.
            Diante da gravidade dos relatos o presidente da Comissão de Relações Exteriores, senador Nelsinho Trad, convidará o Itamaraty, o Ministério Público Federal e a Advocacia Geral da União para entrarem no caso, que envolve diálogo jurídico-internacional. Em outras palavras, Nelsinho Trad assumiu a denúncia como uma questão de Estado.
            Faz sentido. Afinal, naquela decisão a Chapecoense representava o nosso futebol. E teve aval da sempre suspeita Confederação Brasileira de Futebol. E qual a atitude da cartolagem da CBF nessa tragédia? Que apoio ofereceu às famílias em defesa daqueles que defenderiam o nosso principal patrimônio cultural-esportivo?
            Recentemente, na tragédia do Ninho do Urubu, quando dez garotos foram assassinados num incêndio, devido a irresponsabilidade dos cartolas, mais uma vez a CBF se omitiu. Logo ela, que expede o “certificado de clube formador”, como o que entregou ao próprio Flamengo, sem examinar se as instalações que receberiam os jovens atletas tinham a indispensável segurança.
            No episódio da Chapecoense, omitiu-se também a Conmebol, organizadora da competição. Sem agir com autoridade para enfrentar uma tragédia extracampo, os seus cartolas demonstraram que os desmandos em suas gestões são de matar. E, impunes, dão uma banana para as autoridades de todos os níveis.
            Nessas gestões suspeitas, o mais valioso patrimônio do nosso esporte, o atleta – e suas famílias, por extensão – está indefeso. E mesmo diante de tantas mortes, até agora ninguém foi preso.
José Cruz, jornalista e comentarista esportivo. 
Colaborador do Jornal PODIUM desde 2011.
Artigo publicado originalmente na
coluna Campo Livre - UOL.

LINK

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Vai começar a etapa regional do JEMG

         Os Jogos Escolares de Minas Gerais – JEMG/2019 chega à etapa regional. Cerca de 12 mil estudantes-atletas em 5 modalidades esportivas irão disputar uma vaga para a etapa estadual da competição, que será realizada em Uberlândia. Por todo o Estado, os mineiros das escolas públicas e particulares se encontram em seis cidades-sede, no período de 24 a 29 de junho, para as disputas no basquetebol, futsal, handebol, voleibol e xadrez.
            Os municípios de Além Paraíba (Zona da Mata), Baependi/Caxambu (Sul), Governador Valadares (Vale do Aço), Pitangui (Centro), Três Marias (Norte) e Uberaba (Triângulo) já estão preparados para receber os jovens de 12 a 14 anos, no módulo I e de 15 a 17 anos, no módulo II. Cerca de 1.300 jogos são esperados em um evento gigantesco que reúne 743 escolas de 352 municípios do Estado.
            Participam da etapa regional do JEMG/2019 as escolas inscritas das seis cidades-sede, as equipes vencedoras da etapa microrregional nas modalidades coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol) e os quatro primeiros estudantes-atletas colocados em cada módulo e naipe na modalidade de xadrez.
            A Regional Sul terá como sedes Baependi e Caxambu. A abertura oficial será no dia 25/6, às 19h30min, no Ginásio Poliesportivo Jorge Curi, Centro. Serão 210 jogos, envolvendo 134 escolas de 63 municípios.
             O JEMG é uma ação realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE), por meio da Subsecretaria de Esportes, e pela Secretaria de Estado de Educação (SEE). A execução é de responsabilidade da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais (FEEMG). Em mais um recorde, o JEMG/2019 recebeu inscrições de 839 dos 853 municípios mineiros, o que representa mais de 98% de adesão das cidades à competição.
            Os Jogos Escolares de Minas Gerais indica os representantes do Estado para os Jogos Escolares da Juventude e para as Paralimpíadas Escolares, etapas nacionais.
            O JEMG é uma ferramenta pedagógica que valoriza a prática esportiva escolar e a construção da cidadania dos jovens estudantes-atletas do Estado de Minas Gerais, de forma educativa e democrática.

LINK

PSG x Barcelona


segunda-feira, 17 de junho de 2019

Quinta rodada do AMADORZÃO 2019: muitos gols e mudanças na classificação


POR: JOSÉ ALADIR SOARES
            Aconteceu de tudo nesta quinta rodada do Amadorzão 2019 – Nicola D’Alessandro, nos jogos disputados nos três estádios da cidade (Semel – Nego Horácio e Sete de Setembro). Muitos gols, partida paralisada por tumulto de jogadores e o grande público que tem feito a diferença nas manhãs de domingo.
            MATTOS e CORCETTI fizeram uma grande partida no campo da Semel e o time da Mattos levou a melhor vencendo por 3x1 e chegando aos (9) nove pontos, dando um passo importante para a classificação. Já o Corcetti permanece com (7) sete pontos ganhos e tem todas as chances de ficar entre os quatro primeiros. No jogo de fundo, o SÃO JOSÉ venceu o BONSUCESSO por 4x2 e assumiu a primeira colocação da chave com (10) dez pontos. Os comandados de Hernani Vitor do Bonsuça continuam com (7) sete pontos e também tem tudo para passar para próxima fase.
            Já no estádio Sete de Setembro com casa cheia e animação total das duas torcidas, a VARGEANA do técnico Jefinho Bizurica, não conseguiu parar o ataque do Roma e perdeu por 2x1. Com o resultado positivo, o time Romano de José Mauro entra no G4, uma vez que o time do bairro da Vargem com (3) três pontos, faz contas para chegar na outra fase. No outro clássico do Amadorzão, PSG x BARCELONA, arrancaram aplausos de seus torcedores com lindas jogadas e um gol para cada lado com o Barça saindo na frente. Um jogo que tinha de tudo para ser o jogo do ano, foi interrompido no início do segundo tempo por tumultos entre jogadores das duas equipes. Agora a decisão vai para o Tapetão, sem data para definir.
            O estádio Nego Horácio que também recebeu grande público, primeiro para prestigiar LIBERTAS 4x2 NAV, jogo em que o Libertas assume a vice-liderança de sua chave com (9) nove pontos e a NAV ainda não pontuou, mas vai lutar muito para permanecer no torneio no próximo ano. A representação do SÃO SEBASTIÃO, que também não marcou nenhum ponto, perdeu mais uma e corre sério risco de rebaixamento, caso não pontue nas duas últimas rodadas faltantes da primeira fase e com a derrota de 3x2 para o VALÊNCIA, ajudou o adversário que somava apenas (1) um ponto saltar para sexta colocação, tentando evitar a queda para o Bairrão.
            Não podemos deixar de citar os destaques de cada partida, cujo Jornal PODIUM oferece um lindo troféu ao atleta premiado, além de fazer a cobertura total em todos os jogos da rodada. Nesta quinta rodada tivemos: NEGUEBA – da Mattos; CAÍQUE BRENO do São José; NELSINHO (goleiro) do Roma; PEDRO IVO do Libertas, que marcou um lindo gol olímpico; RAFAEL LEANDRO do São Sebastião. No jogo P.S.G. X BARCELONA, não foi votado o destaque, devido ao tumulto e jogo encerrado no início da segunda etapa.
            Lembrando ao torcedor e amante do esporte amador que no próximo final de semana, dia 23 de junho, “NÃO IRÁ ACONTECER A SEXTA RODADA”, devido ao feriado prolongado de Corpus Christ, onde a mesma (6ª rodada) acontecerá no dia 30 de junho.
            A SEMEL – Secretaria de Esportes e Lazer, organizadora do AMADORZÃO – 2019 – NICOLA D’ALESSANDRO, pede aos diretores de cada equipe participante do Amadorzão, que “ORIENTE” seus jogadores e comissão técnica, afim de evitarem tumultos (brigas) entre jogadores e agressões a árbitros e auxiliares para que o campeonato não “PARE” e continue sendo muito mais atrativo a todos que o acompanham e participam.
JOSÉ ALADIR SOARES
(Repórter Sem Limites) Narrador
Comentarista e Crítico Esportivo
Colunista de jornal
 
LINK

sábado, 15 de junho de 2019

O Futebol feminino respira!


                A atleta varginhense Alexia Rodrigues, começou desde aos seis anos a praticar esportes na SEMEL, passando por várias modalidades como a ginastica artística com a professora Daniela, natação com o professor Thiago futsal e futebol de campo com os professores Lourenço, Wendel e Camila.
            Alexia vem se destacando no futsal e futebol de campo, devido a seu esforço e força de vontade que acabou passando por algumas equipes: Batatais, Passos, América MG e Rio Branco de Americana.
            O sonho continua e a luta não para, e não para mesmo.
            Há duas semanas, Aléxia pediu dispensa do Rio Branco de Americana, do professor Rodrigo, onde esteve nesses últimos quatro meses, agradecendo toda a hospitalidade do clube e ensinamentos.
            A dispensa foi para tentar alcançar voos mais altos na capital mineira.  Foi avaliada por alguns clubes e teve o SIM no Clube Atlético Mineiro para a categoria sub 18.
            Os treinamentos da categoria são realizados na Arena Inconfidência Supermercados BH, no Bairro da Concordia.
            - Agora é ajeitar as coisas, organizar sua estrutura na Capital e partir pra uma nova etapa dentro do futebol feminino que está em grande evolução dentro do Brasil -, comemora o irmão Alexis Rodrigues.
            NA VIDA NADA É IMPOSSIVEL É QUESTAO DE DARMOS AS PASSADAS CERTAS! Rumo ao Brasileiro sub 18.
            É Varginha no futebol feminino.

LINK